quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Amor-aguardo

Para Vinicius, e lembrando de Gabi, Jú, Peter e Danny.


Meu amor - que sinto - é um passo em paz
Meu amor infindo com gosto de mais
Um amor-repouso.

Se o contato de corpos é um quase “jaz”
Não morre não some ao que se faz
Esse amor-aguardo.
E quando a distância se emerge audaz
Vai correr o tempo a extinguir o agraz
E é amor-contínuo.

E a estação socorre em chispar, fugaz
Para que logo chegue o amor-voraz
De um amor-encontro.
De um amor-instinto, [mas também razão]
De um amor-faminto, amor-paixão
De um amor-loquaz.

Um comentário:

Beija Flor disse...

"Se você não se atrasar demais, posso te esperar por toda a minha vida"

Amor-aguardo!